terça-feira, 31 de março de 2009

Viva o Zé Povinho!

No meio desta crise toda soubemos hoje duma notícia positiva. A Visabeira comprou a maioria das acções da Fábrica Bordalo Pinheiro, nas Caldas da Rainha, garantindo a sua continuidade bem como a manutenção dos cerca de 170 postos de trabalho. Salvou-se assim uma marca histórica da faiança portuguesa que, por força da redução das encomendas, ameaçava fechar portas. 
O Sindicato já manifestou a sua satisfação. Afinal de contas a economia ainda precisa do investimento privado dos capitalistas...
Vale a pena lembrar e recomendar uma visita ao Museu Bordalo Pinheiro, no Campo Grande, em Lisboa, para apreciar o talento do grande ceramista português do séc. XIX, criador do famoso Zé Povinho.

segunda-feira, 30 de março de 2009

Freeport: vemos, ouvimos e lemos.


Vemos, ouvimos e lemos.

Na noite da passada 6ª feira a TVI divulgou o som duma gravação em DVD onde Charles Smith e João Cabral, da Smith & Pedro, envolviam o actual primeiro-ministro português, José Socrates, no recebimento ilícito de dinheiro pela aprovação do Freeport, em Alcochete, quando era Ministro do Ambiente.

Vemos, ouvimos e lemos.

Durante o fim de semana passado o actual Presidente do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público, disse à comunicação social que existem pressões sobre os juízes que estão encarregues de investigar o caso Freeport.

Vemos, ouvimos e lemos.

Em toda esta história muitas foram as justificações avançadas para a reprovação inicial e depois para a aprovação final do projecto do Freeport, já com o Governo de António Guterres em gestão corrente.

Vemos, ouvimos e lemos.

Mas continuamos sem entender como é possível delimitar uma ZPE, Zona de Protecção Especial, e depois alterar os seus limites retirando-lhe a área de implantação do Freeport.

Vemos, ouvimos e lemos. Com diz a velha canção de Francisco Fanhais "não podemos ignorar". É certo que nada está provado e que até prova em contrário todos somos inocentes perante a justiça. Mas por muito menos já vimos ministros a serem demitidos ou a demitirem-se. Carlos Borrego, num Governo de Cavaco Silva, por causa duma anedota sobre alentejanos contada em público. António Vitorino, num Governo de António Guterres, por causa dum pagamento de sisa.

Até prova em contrário somos todos inocentes, mas eu não gosto de viver num país governado por um homem sobre o qual recaiem tão insistentes e concretas acusações na opinião pública.

A bem da transparência democrática e da imagem de Portugal, dentro e fora de portas, o PS já deveria ter substituído José Socrates no Governo, enquanto todas as dúvidas não fossem totalmente esclarecidas.

sexta-feira, 27 de março de 2009

A crise dos brancos de olhos azuis...

Afinal de contas a explicação é simples. Segundo Lula da Silva, Presidente do Brasil, a crise financeira mundial é da culpa dos brancos de olhos azuis.

Estou safo, a culpa não é minha: sou branco mas tenho olhos castanhos escuros. Lixados estão os brancos de olhos azuis. Afinal é tudo muito simples, é só uma questão de cor de pele e cor dos olhos. 

Estaria a falar de racismo contra os brancos (só os de olho azul...)? Não. Então o Presidente do Brasil ia lá fazer declarações racistas. Também acho que não. São simplesmente declarações idiotas, mais uma das tradicionais gafes de Lula da Silva.

Ou não foi Lula da Silva que disse que é "filho duma mulher que nasceu analfabeta"?


Ana Gomes avança contra Seara

A notícia já era esperada mas a decisão final foi tomada agora: a eurodeputada Ana Gomes é a candidata à Câmara de Sintra pelo PS. Na votação da Comissão Política Concelhia do PS foi ainda nomeado o vereador Domingos Quintas como o número dois da lista socialista.

"Esta noite houve uma votação e sou candidata à presidência da Câmara de Sintra", disse à agência Lusa, Ana Gomes, o único nome votado hoje durante a reunião da Comissão Política.

Ana Gomes é a primeira candidata anunciada à Câmara de Sintra, numa altura em que o actual presidente da autarquia, o social-democrata Fernando Seara, ainda não anunciou se se recandidata.

Ana Gomes é também a segunda figura nacional que o PS lança em Sintra para retirar a Câmara aos sociais democratas. Nas eleições anteriores a tarefa foi confiada a João Soares que, apesar da sua experiência como autarca em Lisboa não conseguiu convencer os eleitores de Sintra.

Do mesmo momento espera-se uma vitória fácil de Fernando Seara sobre a candidata Ana Gomes. Até mesmo mais fácil do que foi com João Soares, uma vez que Ana Gomes, para além do seu conhecido radicalismo, não tem experiência autárquica.

quinta-feira, 26 de março de 2009

Os detalhes de Jean-Marie Le Pen...


O tristemente conhecido líder da extrema-direita francesa Jean-Marie Le Pen, voltou ontem a afirmar, desta vez no Parlamento Europeu, que as câmaras de gás foram apenas "um detalhe" no regime nazi alemão, durante a Grande Guerra, o que lhe valeu uma enorme pateada de muitos deputados europeus.

Le Pen recordou que na primeira vez que fez as polémicas afirmações foi condenado por um Tribunal francês a uma multa de 200.000 €, o que demonstraria o estado a que tinha chegado a democracia na França e na Europa.

Le Pen quer fazer-nos esquecer que por muito menos, na Alemanha nazi, muitos milhares de cidadãos inocentes foram barbaramente assassinados nesse "detalhe" que foram as câmaras de gás? Mas Jean-Marie Le Pen tem razão quanto à democracia europeia. Por mim, democraticamente, já o tinha proibido de fazer propaganda nazi proibindo e ilegalizando os partidos fascistas.

Apenas um detalhe democrático.

Um país insolvente?

video

quarta-feira, 25 de março de 2009

Isaltino Morais em Sintra...

Começou hoje no Tribunal de Sintra o julgamento do Presidente da Câmara de Oeiras, Isaltino Morais. Já não era sem tempo. Isaltino Morais, é acusado de crimes de corrupção, abuso de poder, fraude fiscal e branqueamento de capitais. 

Em causa estão crimes de participação económica em negócio, corrupção passiva para acto ilícito, branqueamento de capitais, abuso de poder e de fraude fiscal, revela a imprensa diária.

O autarca de Oeiras foi constituído arguido em 2005. Na altura devido a um processo que envolvia contas bancárias na Suíça, não declaradas ao Fisco nem ao Tribunal Constitucional.

Esperemos agora que o julgamento não se arraste e que, finalmente, os portugueses saibam a verdade sobre a gestão municipal do conhecido autarca, seja ela qual for.

Até lá presume-se inocente.

Sócrates, com as orelhas a arder?

Durante a inauguração do Museu Municipal de Penafiel, o Presidente Cavaco Silva afirmou que "em Portugal ainda se confunde custos com benefícios. Uma estrada é toda ela custos. O benefício é o trânsito que passará nela. Se não houver trânsito, não há benefício, é zero. O investimento de um empresário é custo, o benefício é a sua produção. Se não produzir nada, não ganha", disse.

Cavaco Silva, alertou porém que "isto não quer dizer que alguns não ganhem".

"Se uma fábrica não produzir, há um que ganha, o empreiteiro, e um que perde, o dono da fábrica. Se uma estrada não tiver trânsito, há um que ganha, o empreiteiro, e há um que perde, o português que paga impostos", acrescentou.

Concluíndo, defendeu "decisões ponderadas para que do dinheiro dos contribuintes saia mais benefício do que custo".

Em quem estaria a pensar Cavaco Silva no momento do discurso para ser tão claro, detalhado e contundente? Nas obras de regime de José Sócrates?

É deste Presidente que eu gosto!

terça-feira, 24 de março de 2009

24 de Março de 1973

Os Pink Floyd foram a grande banda pop/rock da minha adolescência. Ainda hoje é a minha banda preferida e que tive a oportunidade de ver actuar em Portugal, no velho Estádio José Alvalade, num concerto memorável. Hoje, 24 de Março de 2009, passam 36 anos sobre da edição da obra prima da sua discografia, o álbum The Dark Side Of The Moon.

A Porca, o Papagaio e a Galinha Choca...

video

Não há nada como um bom radical, como Medina Carreira, para ir dizendo umas verdades. Incomoda? Pois...

Olha o novo reforço...

Esta foi-me enviada por uma sportinguista de trazer cá por casa. Ainda não lhes passou a azia do Sábado passado, mas aqui fica a montagem alusiva à "nova contratação" para reforço da equipa encarnada. 

Só porque temos sentido de humor e as coisas do desporto são para levar... na desportiva.

Jorge Miranda ao fundo?

"Independentemente do respeito e consideração que nos merece o prof. Jorge Miranda, que não tem culpa disto, o PS não pode pensar que isto é lançar o nome e pedir aos outros que assinem por baixo. 

O PCP nunca aceitará que o ponto de partida (para a escolha do novo Provedor de Justiça) seja uma possibilidade lançada pelo PS numa sexta-feira à noite, só porque o PS se zangou com o PSD. Vamos exercer todos os nossos direitos sobre esta matéria", advertiu hoje Bernardino Soares, líder parlamentar o PCP.

Parece difícil a "coligação negativa" contra o PSD que o PS estava a tramar para impor a sua posição na substituição do Provedor de Justiça. É que uma coisa é concertar com todos os grupos parlamentares um método e um nome abrangente, outra coisa é o PS querer impor aos outros a sua vontade.

Bloco de Esquerda a brincar aos anúncios

Parecia encerrada a polémica em torno do anúncio da nova campanha publicitária da Antena 1, mas o BE lançou hoje uma "nova versão" onde o Rui se transforma em mais um desempregado. 
Ora vejam o resultado. E já agora festejem o 1º de Maio.

video

PSD propõe e a maioria PS dispõe...

Paulo Rangel, o líder parlamentar do PSD, vai propor a constituição de um “fundo de emergência social público”. O fundo seria apoiado pela Segurança Social destinando-se a compensar as perdas de receita das Instituições Públicas de Solidariedade Social (IPSS).

“Em resultado da crise, as instituições sociais, as misericórdias, as mutualidades estão a aumentar a sua actividade porque há mais desemprego, mais pobreza”, afirmou na apresentação da iniciativa que será discutida no Parlamento, na próxima 5ª feira.

O PSD espera contar com o apoio do PS nesta proposta, mas eu cá acho que podemos esperar sentados. Aposto que a força da maioria absoluta vai, mais uma vez ser usada contra a oposição e inviabilizar a proposta.

Depois, mais tarde... lá perto das eleições... o Governo vai lembrar-se de apresentar a mesma ideia, travestida na forma e no nome e chamar-se sua.

E apelar ao voto, pois claro!

Obviamente demitia-os...

video
Que alguns saudosistas do passado se incomodem com as manifestações de democracia não é nada de novo. Que alguns novos democratas sintam dificuldades em lidar com o protesto dos descontentes com a governação também já nos vamos acostumando.
Mas o que ninguém, no seu perfeito juízo, esperava era ver a RDP e a RTP produzirem e porem no ar um lamentável anúncio onde se insinua que os manifestantes o fazem contra quem quer chegar a horas! 

Cheira a Salazar que tresanda!

É verdade que por força dos protestos de todos os partidos da oposição (estranho o silêncio do PS...), o anúncio foi rapidamente retirado do ar. Mas Eduarda Maio, a jornalista que lhe deu voz, esclareceu o jornal "Público" que os textos "tinha sido previamente aprovados em reunião da Administração da RTP com as direcções de Programas e de Marketing da RDP, que serviu para definir os contornos da nova campanha da Antena 1".
Não se tratou portanto de nenhum acto irresponsável dum criativo qualquer fora de controlo dos responsáveis da empresa.
Não, foram a própria Administração da RTP e as direcções de Programas e de Marketing da RDP que foram irresponsáveis e construíram um anúncio com uma clara mensagem anti-democrática.

O PSD pediu a demissão da direcção de programas da RDP. Obviamente...

Vital quer escolher candidato do PSD?

"Continua sem ser conhecido o cabeça de lista do PSD às eleições europeias, mantendo aberto o espaço para a especulação política e jornalística.
Se a especulação não acertou no caso do PS, também pode suceder o mesmo no caso do PSD, com a insistência em Marques Mendes. Por exemplo, o facto de Mota Amaral ter publicado um artigo sobre a União Europeia no Expresso de sábado passado é puramente casual?"

Assim escrevia Vital Moreira no blogue "Causa Nossa". O candidato do PS às eleições europeias parece andar nervoso com a falta de anúncio do nome do cabeça de lista do PSD ao parlamento europeu e já se deita a tentar adivinhar, buscando respostas em artigos publicados e especulações jornalísticas. 

Já só lhe falta consultar o Professor Karma e ler o destino na bola de cristal.

Ou será de novo a mania do PS mandar em tudo e agora também achar que lhe cabe a ele designar o candidato do PSD às europeias? Apesar de tudo era mais genuíno o velho Vital Moreira da foto, no tempo da sua militância no PCP, quando pregava contra a Europa burguesa e capitalista, que agora o vai acolher.


segunda-feira, 23 de março de 2009

Tirem-me deste filme...

O Provedor de Justiça perdeu a paciência. Não admira, o seu mandato já terminou há mais de oito meses sem que os dois grandes partidos da área do poder - PS e PSD - tenham chegado a acordo sobre o seu substituto.

O PS entende que depois de 19 anos de Provedores indicados pelo PSD, tem agora o direito de ser ele a indicar a personalidade que deve ocupar o cargo. O PSD entende que, tratando-se dum cargo de defesa dos cidadãos contra os abusos e omissões da Administração Pública, não deve ser indicado pelo partido no poder mas pelo maior partido da oposição.

Pelo caminho vão-se queimando nomes na praça pública, como é o caso do Prof. Jorge Miranda, atirado pelo PS para a fogueira da discórdia.

Farto de esperar, Nascimento Rodrigues coloca as culpas no PS, relembrado o seu apetite para controlar o aparelho de Estado, comparando-o aos vampiros que na canção de José Afonso "comem tudo". De permeio, Paulo Portas veio lembrar que é ao Parlamento que cabe eleger o Provedor de Justiça e sugere que Jaime Gama seja mediador entre os lideres parlamentares. Para já obteve a concordância do PSD e a recusa do PS.

Pouco dado ao diálogo, o PS avisou que vai avançar sózinho no Parlamento, mesmo precisando dos votos de todos os deputados, excepto do PSD, para conseguir a maioria absoluta de 154 votos. Sim, são precisos todos os votos do PS, mais todos os votos do CDS, mais todos os votos do PCP, mais todos os votos do BE, mais todos os votos dos Verdes, mais todos os votos dos independentes. Enfim, um autêntico cerco, pela direita, pela esquerda, por cima e por baixo, ao PSD.

Diz-nos a história e a lógica das coisas que tamanha coligação, juntando os extremos ao PS, é muito pouco provável, até por a votação ser individual e secreta. Mas quem sabe, o PS terá compensações para distribuir por todos e dessa forma conseguirá o improvável.
Enquanto isso, Nascimento Rodrigues só pede que o tirem deste filme e ameça renunciar no final deste mês, se não houver uma solução para a sua substituição.

Quem fica a perder são os cidadãos, mas a isso também já nos vamos habituando.

domingo, 22 de março de 2009

Benfica leva a taça para casa

O Benfica venceu ontem o Sporting na final da Taça da Liga e levou o troféu para o museu da Luz.
Polémicas à parte não gostei do jogo. As duas equipas praticaram mau futebol, com frequente recurso às faltas a impedir a equipa adversária de jogar. A final da Taça da Liga não foi a festa do futebol que o estádio cheio de apoiantes merecia.
Mas para o futuro fica a vitória, mesmo conseguida depois duma grande penalidade virtual que deu o empate ao Benfica no tempo regulamentar.

Na marcação das grandes penalidades o Benfica levou a melhor com Quim a ser o herói da noite ao defender 3 penalidades. Na marcação decisiva Carlos Martins marcou o golo da vitória.

O árbitro Lucílio Baptista errou na marcação duma grande penalidade contra o Sporting que não existiu. Hoje veio publicamente reconhecer o erro e pedir desculpa aos dois clubes. Mas, como sabemos, os árbitros são os únicos intervenientes a quem não é admitido o erro, têm de ser perfeitos, acima de qualquer fraqueza humana.

Os dirigentes podem errar nas contratações e na gestão dos seus clubes.
Os técnicos podem errar na preparação das equipas, nas tácticas, nas decisões de jogo.
Os jogadores podem errar jogadas, falhas golos, cometer faltas.

Os árbitros de futebol têm de ser perfeitos.

Seja como for, a Taça da Liga é nossa!

Pedro Passos Coelho esteve em Sintra

Pedro Passos Coelho esteve em Sintra para uma conferência sobre a situação política actual no passado dia 13 de Março, no Palácio Valenças, numa iniciativa organizada pelas Comissões Políticas das secções de Sintra do PSD.

Numa sala meio cheia meio vazia, Passos Coelho explanou as suas ideias sobre a situação política e económica nacional, tendo-se seguido um período de debate com a assistência. 

Nada de novo se disse nada de novo a assinalar.

Ao contrário do que esperariam alguns dos seus mais radicais apoiantes, Pedro Passos Coelho não apresentou qualquer ideia global alternativa à orientação política de Manuela Ferreira Leite nem lhe fez qualquer crítica. Até afirmou, em resposta a uma pergunta da assistência, a sua concordância global com o pacote das 20 medidas de apoio às PME avançadas pelo PSD.

Quem estava à espera de guerrilha interna de Passos Coelho contra Manuela Ferreira Leite, deu certamente a noite por perdida. Neste aspecto esteve bem Passos Coelho, reafirmando a necessidade do PSD se manter unido em ano de eleições, sem abdicar da sua tradicional democracia interna.

Há contudo um aspecto, ao qual Pedro Passos Coelho é alheio, que me perturba e preocupa. Reconhecendo o mérito destas iniciativas, não entendo porque razão se limitam aos militantes do PSD e não são divulgadas publicamente e abertas à sociedade. 

Por duas razões principais. A primeira, porque os partidos só ganham eleições se dirigirem a sua mensagem para todos os eleitores e não para o clube restrito e reservado dos seus militantes. A segunda, porque estas iniciativas, limitadas aos militantes, podem ser confundidas e conotadas com a existência duma agenda política de oposição interna à actual liderança nacional.

No Palácio Valenças estivemos nós, os militantes do costume. Mas não é com o voto dos militantes do costume - e dos outros - que se alarga a influência política do PSD na sociedade portuguesa e se ganham eleições.

(foto retirada do blogue do PSD de Sintra)

Com a Primavera voltou o PoetaDoRisco...

A Primavera chegou e o PoetaDoRisco regressou.

Não que exista alguma relação entre uma coisa e outra. A Primavera regressa todos os anos, logo depois do Inverno, com o equinócio solar, e há-de terminar quando chegar o solstício de Verão. 

O PoetaDoRisco desaparece e regressa quando lhe apetece. 

Mas a Primavera é sempre uma boa altura para nascer ou renascer. Por isso, porque me apetece e porque alguns amigos têm-me perguntado pelo PoetaDoRisco.

Manter um blogue com regularidade e actualizado não é tarefa fácil sem consumo de tempo, porque exige atenção ao que se passa à nossa volta, alguma pesquisa e investigação, alguma ponderação e maturação do que se escreve.

A minha vida profissional nem sempre me deixa livre o tempo que preciso para manter o PoetaDoRisco activo e actuante. Por isso este intervalo prolongado.

Mas agora estou de volta. Enquanto tiver tempo, paciência e alguma coisa para dizer.