quarta-feira, 31 de março de 2010

Silvia Machete, a nova voz do Brasil

video

terça-feira, 30 de março de 2010

A Praia Grande como nunca a vi

Conheço e frequento a Praia Grande, em Sintra, desde a minha infância e como gosto de fazer quando chega a Primavera, este fim-de-semana fui lá ver o mar. E o que encontrei foi a Praia Grande como nunca a tinha visto e que a fotografia documenta.
As marés vivas levaram uma grande parte da areia da praia e deixaram a descoberto uma quantidade de grandes rochas que eu nem sequer sabia que existiam.
E no Verão teremos praia na Praia Grande?
A minha dúvida ficou para já esclarecida. Um empregado do restaurante da Praia Grande, onde fui almoçar no Domingo, e que conheço desde os meus passeios por aqui na juventude, garanti-me que é um fenómeno que se repete todos os anos, embora nem sempre com esta dimensão. Garante-me que o mar vai trazer de volta a areia e que vamos ter a praia que todos conhecemos no Verão.
Sabemos que em muitas zonas da costa portuguesa o mar tem avançado para terra, reduzindo a profundidade do areal de diversas praias e é bem provável que o mesmo possa vir a acontecer na Praia Grande. Mas, para já, confio na sabedoria popular.
No Verão teremos a Praia Grande de volta.

O conselho de líderes de Passos Coelho


Ouvi hoje Ângelo Correia na SicN e tive a oportunidade de depois trocar com ele algumas palavras sobre o assunto, a falar da proposta de Pedro Passos Coelho de criação dum conselho de líderes, como uma forma de reforçar a unidade do PSD, fazendo a sua ligação histórica.

Concordo, acho uma muito boa ideia se não alterar a estrutura directiva do Partido. Tão boa ideia que eu também já tinha proposto o mesmo na Secção de Sintra quando, em 2008, fui lançado para uma candidatura à Comissão Política da Secção.

A candidatura ficou pelo caminho com duas ou três "facadas nas costas", mas ainda tive tempo de construir e divulgar um documento chamado "MaisPSD!" que entre outras ideias propunha a criação dum conselho consultivo com todos os antigos presidentes da comissão política e da mesa da secção.

A ideia era precisamente a mesma que agora PPC vai promover: pegar na experiência histórica do PSD para construir a unidade.

Alguns actuais colaboradores do PPC estiveram (?) comigo na formação da candidatura "MaisPSD!" mas parecem não terem aprendido nada sobre unidade, porque passaram depois a ser agentes activos da divisão interna da secção e da discriminação daqueles que ousam pensar diferente.

Pedro Passos Coelho deve proteger bem as costas.


PS: Apoiei a candidatura de Paulo Rangel, mas como disse o meu candidato na hora de reconhecer a derrota, a campanha acabou e agora vamos todos apoiar com lealdade o novo Presidente do PSD. Eu não deixarei de fazer a minha parte.

quarta-feira, 24 de março de 2010

Carta aos Militantes do PSD de Sintra

Caros amigos e companheiros

Militantes do Partido Social Democrata de Sintra

Na próxima sexta-feira, dia 26 de Março, vamos eleger o novo Presidente do PSD.

Esta eleição ocorre num momento particularmente difícil da vida do nosso país e exige de nós a máxima mobilização e participação no acto eleitoral de maneira a reforçar a legitimidade do nosso futuro líder, para as batalhas políticas que se aproximam.

Razão porque desejo e apelo aos militantes de Sintra para que participem votando na próxima eleição directa do Presidente do Partido Social Democrata.

Na mesma altura, terminarei também o meu mandato como Presidente da Mesa da Assembleia da nossa Secção.

Quero pois agradecer-vos a oportunidade e a confiança que me deram, de voltar a contribuir para a vida e a democracia interna do PSD, certo de que, terminada a função política, para o futuro ficará a amizade construída.

Num mandato marcado pelo agravamento de antigas divisões internas no seio da Secção, que nada facilitaram o desempenho das nossas tarefas, não quero deixar de agradecer o sentido de responsabilidade, o respeito e a cordialidade com que sempre fui tratado por aqueles companheiros que nos foram opositores na última eleição, em particular Cardoso Martins, António Vicente, Alexandre Sebastião, Eduardo Casinhas e Paulo Veríssimo.

É por isso que vos anuncio que aceitei o convite para integrar a candidatura aos órgãos sociais do PSD de Sintra, liderada pelo nosso companheiro António Vicente, que vai a votos no próximo dia 26, sob a designação de Lista R.

Apoio e participo nesta candidatura porque ela é a melhor para devolver a qualidade à intervenção política em Sintra, que tanto faltou clamorosamente nos últimos anos, e ainda porque ela mobiliza na sua formação e apoios, muitos companheiros identificados com os três principais candidatos nacionais à liderança do PSD, num verdadeiro e necessário espírito e sentido de unidade, há muito ausente da vida interna da nossa Secção.

Hoje, como sempre, é pela unidade que eu vou e é por ela e por isso que apelo ao vosso apoio e voto na Lista R, na lista liderada pelo António Vicente.

Hoje, como sempre, por Sintra, pelo PSD.


Sintra, 24 de Março de 2010

Carlos Pinto